Os males de verão mais comuns

Saiba como proteger-se dos males mais comuns de verão, normalmente não são doenças graves mas por vezes podem até estragar as férias que tanto esperava. Conheças as doenças mais comuns que aparecem no verão, como se tratam e a melhor forma de prevenção.

OS MALES DE VERÃO MAIS COMUNS

. Pé-de-atleta e micoses nas unhas

A caraterística do pé-de atleta são o aparecimento de bolhas avermelhas, desconforto causado pela comichão e a pele descamada entre os dedos e na parte de baixo do pé. O tratamento do pé-de-atleta é feito com pomada antifúngica ou spray, e a duração do tratamento pode chegar a 45 dias. Quanto á micose na unha o tratamento depende do grau de extensão do problema, o tratamento para além da pomada e spray ainda pode aplicar um verniz próprio para combater o fungo da unha. A prevenção destas doenças assenta fundamentalmente no cuidado de em lugares públicos usar sempre chinelos, evitar os sapatos muito fechados e limpar sempre muito bem os pés com a tolha.

. Conjuntivite

Na maioria das vezes esta doença deve-se a fatores alérgicos e não bacterianos, o cloro da piscina, a areia da praia empurrada pelo vento e até o sol forte são fatores que favorecem a conjuntivite. Os óculos de mergulho são uma ajuda na prevenção da doença, bem como ao fim do banho aplicar umas gotas de soro fisiológico para limpar os olhos do cloro.

. Insolações ou golpes de calor

A exposição ao sol mesmo por pouco tempo mas com temperaturas muito altas, pode fazer com que a temperatura corporal aumente e isso pode causar perigo se afetar o nosso cérebro. Os sintomas mais comuns do problema são as tonturas, dores de cabeça, fraqueza, vómitos e desmaio. Deve levar-se a vitima para a sombra, hidratar com água não muito fresca e por vezes pode ser necessário acionar a assistência médica ao local. Deve-se redobrar a atenção se forem pessoas idosas ou bebés.

. Otite externa

As otites externas são um problema muito comum depois de um dia de banhos na piscina causada pela qualidade da água, especialmente naquelas pessoas que tem tendências alérgicas. Para a prevenção aconselha-se a colocação de tampões que repelem a agua dos ouvidos e sempre que possível escolha o mar para mergulhar.

. Herpes labial

Este vírus é reincidente e com a exposição solar no verão faz com que apareça mais frequentemente. A prevenção consiste em moderar a exposição solar, prevenir tambem com um medicamento oral mas mesmo assim não acaba com o vírus.

. Infeção urinária

Os principais sinais deste problema de saúde é a dificuldade em urinar, ardor e dor. Tambem a alteração da cor da urina ou vestígios de sangue pode ser sintomas da infeção urinária, sendo a grande responsável a bactéria E.coli que reside no nosso organismo (fezes). As mulheres normalmente são mais afetadas pela doença devido á anatomia do corpo humano (proximidade do ânus á zona genital), as melhores formas de prevenção é beber bastante água, evitar roupas demasiado apertadas e usar sempre preservativo numa relação sexual.

. Eritema solar

Trata-se de uma reação alérgica ao sol, em que normalmente o problema aparece em zonas do corpo que durante o ano apanham pouco sol. As características são borbulhas avermelhadas que por vezes podem ter uma extensão preocupante, causando prurido e ardor. Aparece mais em pessoas de pele mais escura porque não utilizam protetor, podendo tambem aumentar os casos por défice de vitamina D e cálcio. Uma boa prevenção contra a Eritema solar é 15 dias antes de começar a fazer praia, repor os níveis ideais com suplementos de vitamina D e cálcio e tambem um protetor solar no mínimo fator 30.

. Pitiríase versicolor

Este fungo é muito comum nas areias da praia, ataca a pele impedindo a melanina no local afetado. Os sinais do problema são visíveis quando a pessoa está bronzeada e aparece as manchas brancas, o tratamento pode demorar alguns meses, mas consegue-se erradicar o problema.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *